Leishmaniose canina: causas, sintomas, tratamento e prevenção


A Leishmaniose Visceral Canina (LVC), mais conhecida como Leishmaniose Canina, é muito comum em cães. Causada pelo protozoário leishmania, essa doença pode ser fatal ao cachorro caso não seja tratada a tempo. Por isso, conheça melhor as causas, sintomas, tratamentos e prevenção da Leishmaniose e priorize a saúde de seu cachorro.

Causas da Leishmaniose Canina:

A Leishmaniose Visceral Canina atua a partir de um vetor. Nesse caso, os vetores são os flebótomos, como o mosquito palha ou mosquito barigui. A partir da picada, o cão é infectado e passa a sofrer com os sintomas da doença.

Em locais endêmicos, a maior quantidade de mosquitos palha causa aumento dos casos da doença; com a grande reprodução desses insetos, maior é a probabilidade de infecção canina.

Transmissão da Leishmaniose Canina:

Apesar do perigo da Leishmaniose Visceral Canina, é importante esclarecer que esse problema não é transmitido de um cachorro para outro. Sendo assim, não será nenhum tipo de contato físico entre cães ou mesmo transmissão de fluidos que será responsável pela transmissão. A infecção se dá, exclusivamente, a partir da picada do mosquito que, ao sugar o sangue de um animal infectado, transmite a doença a outro.

Outro ponto a ressaltar é que a Leishmaniose é uma enfermidade que também acomete os humanos. Apesar de não ser transmitida diretamente do animal para o humano, o aumento da incidência desta zoonose leva ao aumento do número de vetores (mosquitos) contaminados, aumentando o risco de transmissão ao humano.

Leishmaniose Visceral Canina – sintomas:

Em casos de suspeita de Leishmaniose Visceral Canina, é importante prestar atenção a alguns sintomas que seu cachorro pode apresentar. Veja só:

  • Emagrecimento;

  • Perda de pelo;

  • Aparecimento de feridas;

  • Fadiga excessiva;

  • Crescimento exacerbado das unhas;

  • Inchaço nos gânglios;

  • Anemia.

Esses são apenas alguns dos principais sintomas da Leishmaniose Canina. No caso de seu cão apresentar qualquer um deles, consulte o quanto antes um médico veterinário e procure realizar exames para diagnosticar a doença o quanto antes.

Tratamento e Prevenção da Leishmaniose Canina:

A grande pergunta em questão é: A Leishmaniose Canina tem cura? Apesar das pesquisas terem avançado nesse quesito, não há uma cura total para a doença. Contudo, existem diversos tratamentos que ajudam a amenizar os sintomas e garantem ao cachorro uma vida mais próxima do normal.

Devido à ausência de cura da Leishmaniose canina, o melhor a se fazer é prevenir a doença. É preciso combater o mosquito transmissor através de medidas de saneamento, limpeza de terrenos e canis, uma vez que o mosquito se alimenta de matéria orgânica.

Por fim, considere outros meios de prevenção, como o uso de repelentes para cachorros. O produto Nano Repel possui na sua fórmula a icaridina, um ativo repelente de insetos recomendado pela OMS. A icaridina é altamente segura devido a baixa absorção pelo organismo, não causa irritação cutânea e não possui cheiro. Apresenta repelência prolongada, protegendo, assim, o animal contra leishmaniose e outras doenças.

#LeishmanioseVisceralCanina #PrevençãoLeishmanioseVisceralCanina #NanoRepel

0 visualização

+55 48 3012 4004

+55 48 9 9148 4004 (WhatsApp)

info@nanoscoping.com.br